09/07/2021 às 17h02min - Atualizada em 10/07/2021 às 00h00min

Dólar fecha em queda em dia de baixa liquidez

Nesta sexta-feira (9), a moeda norte-americana recuou 0,37%, a R$ 5,2341. Na semana, no entanto, acumulou alta de 3,57%.

Portal G1 - Economia
https://g1.globo.com/economia/noticia/2021/07/09/dolar-fecha-em-queda-em-dia-de-baixa-liquidez.ghtml


Nesta sexta-feira (9), a moeda norte-americana recuou 0,37%, a R$ 5,2341. Na semana, no entanto, acumulou alta de 3,57%. Nota de US$ 5 dólares
REUTERS/Thomas White
O dólar fechou em queda nesta sexta-feira (9), em dia de baixa liquidez no mercado por causa do feriado no estado de São Paulo.

A moeda norte-americana recuou 0,37%, vendida a R$ 5,2341. Veja mais cotações. Na máxima da sessão, chegou a R$ 5,2452. Na mínima, foi a R$ 5,2250.
A bolsa de valores não operou nesta sexta-feira.
Na quinta-feira (8), o dólar subiu 0,28%, a R$ 5,2538, e marcou o oitavo avanço seguido. Na semana, a moeda norte-americana acumulou alta de 3,57%. No ano, tem avanço de 0,90%.
CPI da Covid: técnico diz que identificou série de erros em notas da Covaxin
Cenário
Na semana, o Federal Reserve (BC dos EUA) divulgou ata de sua última reunião de política monetária, na qual evitou sinalizar mais claramente quando poderá começar a debater corte de estímulos adotados durante o começo da pandemia - e que ajudaram a sustentar os mercados desde então.
Na cena doméstica, permanecem ainda no radar dos investidores os desdobramentos dos trabalhos da CPI da Covid, fonte de mais ruídos políticos recentemente.
Veja as últimas notícias da CPI da Covid.
Nesta sexta-feira, a CPI ouviu William Santana, consultor técnico do Ministério da Saúde. Ele é subordinado a Luis Ricardo Miranda, um dos irmãos que denunciaram irregularidades no contrato da vacina Covaxin.
Atuação do BC
Na quinta-feira, o Banco Central vendeu US$ 500 milhões em oferta líquida de contratos de swap cambial tradicional, na primeira operação do tipo desde março, conseguindo amenizar a pressão no mercado de câmbio depois de o dólar superar R$ 5,30.
O swap é um derivativo que permite troca de taxas ou rentabilidade de ativos financeiros. No caso do swap cambial tradicional ofertado pelo BC, o título paga ao comprador a variação da taxa de câmbio acrescida de uma taxa de juros (cupom cambial). Em troca, o BC recebe a variação da taxa Selic.
Ao recorrer a esse instrumento, o objetivo do Bacen é evitar movimento disfuncional do mercado de câmbio, provendo "hedge" cambial - proteção contra variações excessivas da moeda norte-americana em relação ao real - e liquidez aos negócios. A colocação de contratos de swap tradicional pelo BC, portanto, funciona como injeção de dólares no mercado futuro de dólar
Variação do dólar em 2021
Economia G1

Fonte: https://g1.globo.com/economia/noticia/2021/07/09/dolar-fecha-em-queda-em-dia-de-baixa-liquidez.ghtml

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://sandboxwj.cmswebsg.com.br/.