08/07/2021 às 15h26min - Atualizada em 08/07/2021 às 18h00min

Raia Drogasil desiste de pedir impressão digital como forma de liberar descontos

Apesar da decisão, rede de farmácias afirmou que uso de dados biométricos está de acordo com a legislação. Medida foi adotada um dia após o Procon-SP notificar a empresa com questionamentos sobre a prática.

Portal G1 - Economia
https://g1.globo.com/economia/tecnologia/noticia/2021/07/08/raia-drogasil-suspende-coleta-de-impressao-digital-de-clientes.ghtml


Apesar da decisão, rede de farmácias afirmou que uso de dados biométricos está de acordo com a legislação. Medida foi adotada um dia após o Procon-SP notificar a empresa com questionamentos sobre a prática. Segundo a Raia Drogasil, dados biométricos são usados apenas em benefício dos clientes.
Divulgação
A rede de farmácias Raia Drogasil suspendeu a coleta da impressão digital de clientes um dia após ser notificada pelo Procon-SP. A prática era usada para cadastros em programas de relacionamento e para oferecer descontos.

Em comunicado, a empresa alegou que a identificação biométrica voluntária era usada garantir praticidade e segurança aos consumidores e estava em conformidade com a legislação, como a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).
"Entendendo que a iniciativa causou desconfortos, a RD - Raia Drogasil optou por interromper essa prática", disse o grupo.
SAIBA MAIS: Raia Drogasil já havia recebido notificação extrajudicial do Idec
LGPD: o que muda para os cidadãos? Veja perguntas e respostas
Por que a Cufa interrompeu o uso de reconhecimento facial após polêmica
A empresa indicou que "as informações coletadas são utilizadas exclusivamente em benefício do próprio cliente, incluindo as promoções personalizadas em categorias relevantes para ele".
"A Droga Raia, a Drogasil e todas as demais empresas de seu grupo econômico, não comercializam, em hipótese alguma, as informações pessoais de clientes a terceiros", afirmou.
Notificação
O Procon-SP pediu explicações sobre a política de descontos da rede de farmácias. O órgão perguntou quais dados a farmácia pede para liberar descontos e se há outros meios de obtê-los.
Além disso, o Procon-SP solicitou uma justificativa sobre a necessidade real de cadastro da impressão digital e detalhes sobre coleta, tratamento e o armazenamento das informações.
Em junho, a coleta da biometria pela Raia Drogasil já havia sido motivo de notificação extrajudicial enviada pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec).
Na ocasião, o Idec pediu mais detalhes sobre a coleta e o uso dos dados biométricos do clientes, além da interrupção de eventuais práticas que descumpram a LGPD.
Saiba como se proteger de golpes no WhatsApp
Golpes no Whatsapp: saiba como se proteger
No YouTube, G1 explica o que é NFT

Fonte: https://g1.globo.com/economia/tecnologia/noticia/2021/07/08/raia-drogasil-suspende-coleta-de-impressao-digital-de-clientes.ghtml

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://sandboxwj.cmswebsg.com.br/.