08/07/2021 às 07h21min - Atualizada em 08/07/2021 às 18h00min

Canadense condenado por roubo a banco em Singapura escapa de açoite

David James Roach assaltou agência em 2016 e foi extraditado do Reino Unido para Singapura em 2020, após a garantia de que ele não seria açoitado (pena obrigatória na cidade-estado).

Portal G1
https://g1.globo.com/mundo/noticia/2021/07/08/acordo-salva-canadense-de-ser-punido-com-acoite-em-singapura.ghtml


David James Roach assaltou agência em 2016 e foi extraditado do Reino Unido para Singapura em 2020, após a garantia de que ele não seria açoitado (pena obrigatória na cidade-estado). Policiais escoltam o canadense David James Roach em Singapura, em março de 2020, após a sua extradição do Reino Unido
Polícia de Singapura via Reuters
Um canadense que protagonizou um raro assalto a banco em Singapura foi condenado a cinco anos de prisão e seis açoites com vara, mas escapou do castigo físico devido a um acordo que permitiu sua extradição.

David James Roach, que roubou uma agência do Standard Chartered Bank em 2016, foi extraditado do Reino Unido para Singapura em 2020 após a cidade-estado asiática garantir que ele não seria açoitado.
O jovem de 31 anos se declarou culpado por roubo a banco e lavagem de dinheiro, por ter tirado o dinheiro roubado do país, e foi sentenciado na quarta-feira (7).
Legado do período colonial britânico, o açoite com vara ratan é uma punição comum na cidade-estado asiática e pena obrigatória em casos de roubo.
Mas o Ministério do Interior e o Ministério Público de Singapura disseram estar fazendo "os procedimentos necessários para cumprir a garantia dada ao governo britânico".
Roach invadiu agência e levou US$ 30 mil dólares singapurianos (mais de R$ 115 mil na cotação atual) após entregar a um caixa de banco um pedaço de papel dizendo que estava armado e cometendo um assalto.
Foi um roubo bastante incomum em um país com índices de criminalidade extremamente baixos.
Fuga, prisão e extradição
O canadense primeiro fugiu para Bangcoc, capital da Tailândia, onde foi preso sob a acusação de entrar com dinheiro roubado no país. Mas as autoridades locais se recusaram a enviá-lo para Singapura porque os dois países não têm acordo de extradição.
Após ser solto, Roach foi detido no aeroporto Heathrow, em Londres, quando voltava para o Canadá, e Singapura solicitou sua extradição ao Reino Unido.
Singapura e o Reino Unido têm tratado de extradição, mas o governo britânico só concordou em deportar Roach se a cidade-estado aceitasse não aplicar a punição física.
Os países do Reino Unido aboliram os açoites como forma de punição há décadas e se recusam a realizar extradições para países onde a pena ainda é aplicada.
Apesar do acordo, o governo de Singapura afirmou em comunicado que o açoite "não constitui tortura ou tratamento ou punição cruel, desumana ou degradante nem infringe o direito internacional".
VÍDEOS: as últimas notícias internacionais

Fonte: https://g1.globo.com/mundo/noticia/2021/07/08/acordo-salva-canadense-de-ser-punido-com-acoite-em-singapura.ghtml

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://sandboxwj.cmswebsg.com.br/.