21/03/2022 às 23h14min - Atualizada em 22/03/2022 às 00h00min

TSE amplia medidas de combate às fake news durante as eleições

Comissão de Segurança Cibernética tem atuação ampliada para combater informações falsas.

Portal G1
https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2022/03/21/tse-amplia-medidas-de-combate-as-fake-news-durante-as-eleicoes.ghtml

Comissão de Segurança Cibernética tem atuação ampliada para combater informações falsas. TSE amplia medidas de combate às fake news durante as eleições
O Tribunal Superior Eleitoral ampliou as medidas de combate às fake news durante as eleições.
As mudanças foram na Comissão de Segurança Cibernética, criada logo após as ameaças de ataques durante as eleições municipais de 2020 para pensar em ações que impeçam novos ataques cibernéticos.

Na decisão desta segunda-feira (21), o presidente do tribunal, ministro Luiz Edson Fachin, aumentou o número de integrantes, de seis para 11.
O ministro Alexandre de Moraes, que vai presidir a Corte durante as eleições de outubro, comanda o grupo, que também vai contar com juízes, especialistas e assessores.

A decisão ampliou ainda a atuação da comissão, incluindo o combate às fake news. É mais uma frente da Corte contra publicações falsas, apontadas como o principal desafio para as eleições de outubro.
O ministro Edson Fachin afirmou que a medida foi necessária por causa da “existência de inquérito policial que apura a ação de grupos coordenados com a finalidade de divulgar informações falsas de crimes, denunciações caluniosas e ameaças que atinjam a honorabilidade de membros do Supremo Tribunal Federal”, e que esses grupos atuam em “ações coordenadas e conjuntas para ataques à imagem da Justiça Eleitoral e com a finalidade de prejudicar a imagem da Justiça e do processo eleitoral, inclusive com vazamento de informações e documentos sigilosos”. Por isso, a partir de agora, os integrantes da comissão vão “monitorar, elaborar estudos e implementar ações para combate à disseminação em massa de informações falsas em redes sociais”.
E os primeiros resultados do acordo do TSE com redes sociais dão uma dimensão da importância de se combater fake news. O Facebook, por exemplo, marcou em dois meses quase 3 milhões de postagens na rede. Todas com um alerta que leva quem está lendo direto para a página da Justiça Eleitoral. Lá o usuário encontra desmentidos, checagem de informações falsas sobre o processo eleitoral.
O ministro Edson Fachin disse que informação ruim se combate com a boa informação.
“Esse mecanismo revelou que a população brasileira, as eleitoras e os eleitores querem mesmo estarem bem informados para votar bem, para escolher seus representantes e depositar de modo livre e consciente o seu voto na urna. Portanto, o número de acessos ao sítio eletrônico desse Tribunal Superior Eleitoral aumentou em mais de 10 vezes, conteúdos de quase 3 milhões de acessos. É, portanto, com ferramentas assim, que a Justiça Eleitoral, em colaboração com as plataformas digitais, vai combater a desinformação”, afirmou Fachin.

Fonte: https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2022/03/21/tse-amplia-medidas-de-combate-as-fake-news-durante-as-eleicoes.ghtml


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://sandboxwj.cmswebsg.com.br/.