20/03/2022 às 23h03min - Atualizada em 21/03/2022 às 00h00min

Professora de escola denunciada por maus-tratos diz que orientação de deixar crianças que choravam no banheiro era de dona

O Fantástico conseguiu localizar algumas professoras que prestaram depoimento à polícia, mas só uma aceitou conversar com a nossa equipe. Por medo, ela não quis gravar entrevista, mas enviou áudios e passou informações sobre como os alunos eram tratados.

Portal G1
https://g1.globo.com/fantastico/noticia/2022/03/20/professora-de-escola-denunciada-por-maus-tratos-diz-que-orientacao-de-deixar-criancas-que-choravam-no-banheiro-era-de-dona.ghtml
O Fantástico conseguiu localizar algumas professoras que prestaram depoimento à polícia, mas só uma aceitou conversar com a nossa equipe. Por medo, ela não quis gravar entrevista, mas enviou áudios e passou informações sobre como os alunos eram tratados. Polícia deve ouvir mais 20 pessoas sobre a suspeita de maus-tratos em creche de São Paulo.
Essa semana, imagens gravadas em uma escola particular da Zona Leste de São Paulo chocaram o país. Nelas, crianças pequenas, de até 2 anos e meio, aparecem amarradas com lençóis e chorando em cadeirinhas deixadas no banheiro e a polícia agora investiga o local por maus-tratos.
O Fantástico traz novas informações sobre a denúncia, que provocou indignação, não só de pais de alunos, como nas redes sociais.
"Foi uma facada no meu peito mesmo. Foi uma dor que eu nunca tinha sentido na minha vida", afirma a autônoma Luara Stramaro, mãe de uma das crianças que aparece nos vídeos.
Bruna Naviskas, mãe de outra das crianças filmadas, lamenta: "É um misto, de raiva, de tristeza, de culpa. De como que meu filho passou por isso e eu não percebi".
Veja o que se sabe e o que falta esclarecer sobre a escola infantil denunciada por maus-tratos em SP
Após novas denúncias de mães que relataram filhos feridos e doentes, polícia passa a investigar escola na Zona Leste de SP por tortura
Uma das donas da escola, Roberta Rossi Serme confirmou à polícia que o ambiente onde foram gravados os vídeos é a escola. É ela que pode ser ouvida em áudio gravado pela mãe de uma criança em reunião no dia 11 deste mês.
"Nós tivemos uma denúncia de maus-tratos, de não ter alimentação na escola. Eu achei de um extremo absurdo quando eu soube do contexto. Essa pessoa fez esse tipo de denúncia completamente descabida", diz Roberta.
O Fantástico conversou separadamente com quatro mães que estiveram lá e elas confirmaram o conteúdo e também confirmaram que essa é a voz de Roberta. Nesse dia, a maioria dos pais ainda não sabia dos vídeos com crianças amarradas. As mães disseram que, na reunião, Roberta se justificou: "Ela só disse que uma professora que não estava satisfeita que forjou tudo".
A escola está fechada por tempo indeterminado e a diretora não quis dar entrevista. O advogado do local, no entanto, conversou com a nossa equipe e, questionado por que ela não mostrou para os pais as fotos e os vídeos enviados à polícia, afirmou:
“Você concorda que é difícil? Eu dizer assim: 'Vem cá que eu vou te mostrar uma coisa. Esse aqui é seu filho, dentro da minha escola, sendo torturado, sendo amarrado, sendo recebendo alimentação no banheiro'. É difícil, complicado”.
A polícia não informou quem fez as fotos e os vídeos, mas 12 pais já foram ouvidos e também sete funcionários da escola. O Fantástico conseguiu localizar algumas professoras que prestaram depoimento, mas só uma aceitou falar e, mesmo assim, não quis gravar entrevista por estar com medo. Ela enviou áudios e passou informações sobre como os alunos eram tratados.
"As crianças quando choram, a Roberta dá bronca na professora dizendo: 'Por que que a gente não tirou ela da sala e levou para o banheiro?' Como de costume ela faz. Ela pega a criança ou o bebê e leva para o banheiro, fecha a porta e deixa a criança lá chorando", conta.
Diretora de escola investigada por vídeo de maus-tratos a alunos nega à polícia ter amarrado ou mandado amarrar crianças em banheiro
Vídeo de 2014 mostra criança de escola de SP investigada por maus-tratos acusando diretora de arranhá-la; polícia apura
Veja mais depoimentos dos pais ouvidos pelo Fantástico e veja o passo a passo da investigação policial na reportagem completa, no vídeo acima.
Ouça os podcasts do Fantástico:
ISSO É FANTÁSTICO
O podcast Isso É Fantástico está disponível no G1, Globoplay, Deezer, Spotify, Google Podcasts, Apple Podcasts e Amazon Music trazendo grandes reportagens, investigações e histórias fascinantes em podcast com o selo de jornalismo do Fantástico: profundidade, contexto e informação. Siga, curta ou assine o Isso É Fantástico no seu tocador de podcasts favorito. Todo domingo tem um episódio novo.
PRAZER, RENATA
O podcast 'Prazer, Renata' está disponível no G1, no Globoplay, no Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Amazon Music ou no seu aplicativo favorito. Siga, assine e curta o 'Prazer, Renata' na sua plataforma preferida. Toda segunda-feira tem episódio novo.
BICHOS NA ESCUTA
O podcast 'Bichos Na Escuta' está disponível no G1, no Globoplay, no Deezer, no Spotify, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, na Amazon Music ou no seu aplicativo favorito. Siga, assine e curta o 'Bichos na Escuta' na sua plataforma preferida. Toda quinta-feira tem episódio novo.

Fonte: https://g1.globo.com/fantastico/noticia/2022/03/20/professora-de-escola-denunciada-por-maus-tratos-diz-que-orientacao-de-deixar-criancas-que-choravam-no-banheiro-era-de-dona.ghtml
Link
Notícias Relacionadas »